Como Criar uma Estratégia de Blog Para Criação de Marca

brand building blogging strategy

Vamos conversar sobre blog.

Marcas que tem blog regularmente veem o ROI aumentar como um todo, de acordo os dados da HubSpot.

Mas apenas ter um blog no seu site não garante seu ROI.

Você não pode simplesmente postar no blog e instantaneamente ganhar centenas e conversões. Isso requer trabalho duro e dedicação antes de você conseguir colher as recompensar pelo seus esforços.

Blogar requer estratégia. Leva tempo. Requer paciência.

É uma arte.

Mas é uma arte que é realmente boa para os negócios se você fizer da maneira correta – e se você medir seu sucesso.

Blogar significa melhorar consistentemente seu conteúdo para atingir exatamente o que seus leitores querem ver.

Eis o que você precisa saber sobre como criar uma estratégia de blog se quiser usá-lo para aumentar o poder da sua marca.

Como criar uma estratégia de blog que construa sua marca

Existem muitas razões para começar um blog. Mas o melhor motivo entre todos é o ROI.

As empresas que se dedicam a blog têm uma grande vantagem.

Profissionais de marketing que priorizam blogar são 13 vezes mais propensos a alcançar um ROI positivo com seus esforços.

E blogar pode ajudar a superar alguns dos grandes desafios do marketing que ambos B2B e B2C encaram.

Marketingchallenges

 Mas os benefícios não param aí.

Existem também benefícios de SEO ao blogar.

Sites com um blog tendem a ter 434% mais páginas indexadas, que é um fator importante para mecanismos de busca como o Google.

Em um estudo de caso envolvendo o empresário de Denver Ben Walker, ele usou o blog como uma forma de melhorar drasticamente seu SEO.

“Desde que começar a blogar, eu consegui usar as redes sociais muito mais efetivamente para direcionar tráfego para meu site, o que fez melhorar meu SEO e aumentar as consultas na web em 75%”, ele disse.

Acho que o que você realmente quer saber é como blogar de maneira que te permita ver esses benefícios você mesmo.

Legal. Vamos ver isso.

Aqui estão algumas das minhas estratégias favoritas para você começar.

1. Crie um orçamento para o seu blog

Antes de você pegar a caneta para escrever – ou, neste caso, o teclado e computador – você precisa de um orçamento.

Eu não digo um orçamento para dinheiro somente.

Sim, blog provavelmente te custará algo, embora seja relativamente uma forma barata de começar a trabalhar no seu marketing.

Porém, você deve também pensar em relação ao tempo, porque tempo é realmente o recurso que você mais precisará. Leva horas para escrever um único post hoje.

Average Time Spent

Planejar o tempo para produzir seu blog irá fazer toda a diferença e te destacará da concorrência.

Planejar, escrever e configurar o conteúdo em seu site consome tempo.

Então, você irá querer se planejar antes de entrar de cabeça no projeto.

A maioria dos blogueiros tendem a escrever durante o horário comercial ou à noite, o que pode tornar o trabalho equilibrado e a vida com a produção de conteúdo um desafio.

blogGraph2

Mas você também precisará gastar tempo com marketing para seu conteúdo, depois de publicado.

Do contrário, seus leitores talvez não saibam que foi publicado. E você deixará passar a chance de atrair novos leitores fazendo marketing para seu blog, para pessoas que ainda não ouviram falar de você.

Claro, isso significa que você terá que dedicar ainda mais horas de seu dia. Mas também dinheiro do orçamento do seu marketing.

Estatisticamente, 32% do orçamento do seu marketing vai para o marketing de conteúdo.

percentage of total marketing budget spent on b2c content marketing

Esse número pode ser maior se você decidir terceirizar alguma parte processo de escrita.

Então, personalize-o de acordo com seus objetivos e necessidades. E observe minuciosamente quais tipos de conteúdo de alto desempenho você pode dar ao luxo de colocar mais dinheiro.

Você provavelmente precisará de orçamento para os itens a seguir (pelo menos):

  • Hospedagem do site (se você não tem um site com possibilidades de incluir um blog)
  • Plugins e outras ferramentas para seu blog (alguns são gratuitos, mas muitos são plugins pagos)
  • Anunciar em redes sociais (você pode postar de forma orgânica gratuitamente, mas anúncios pagos dão melhores resultados)
  • Newsletters ou outros materiais promocionais para seu público
  • Criação de vídeos, podcasts ou outras formas de conteúdo

Um último tópico sobre este assunto.

Seu orçamento provavelmente aumentará ao longo do tempo, também. Na verdade, 51% dos profissionais de marketing planejam o aumento dos gastos com conteúdo no próximo ano.

Não investir tempo o suficiente ou dinheiro desde o início pode prejudicar seus resultados antes de vê-los.

2. Defina seu público-alvo e os canais de marketing favoritos dele

Depois que você definiu um orçamento e um plano, você provavelmente está pensando que é hora de sentar e escrever.

Mas você ainda não está pronto para escrever. Desculpa.

O próximo passo no processo é mais pesquisa.

Você quer definir seu público-alvo, para que você saiba como planejar os tópicos, quais conteúdos serão impactantes e quais canais de marketing irão ter o melhor alcance.

Picture1

Caso contrário, irá desperdiçar tempo escrevendo um conteúdo que seus leitores talvez nem irão querer. O que não exatamente te ajuda para construir uma marca.

Seu público-alvo será composto pelos seguintes tipos de pessoas:

  • A pessoa que te paga
  • A pessoa que influencia a pessoa que te paga
  • Seu apoiador

Quando se trata de blogar, as pessoas não estão necessariamente te pagando no sentido literal.

Seu conteúdo não é necessariamente para direcionar vendas. Mas sua marca irá fazer dinheiro.

O conteúdo irá construir a reputação da sua marca. As pessoas verão que você tem algo de valor. E então as pessoas irão converter. Pronto. Dinheiro.

Portanto, quando você está definindo seu público-alvo, você precisa focar nessas específicas buyer personas que irão converter.

startup brandpersonas

Algumas pessoas converterão pelo anseio por conhecimento, como querer saber mais sobre a solução de um problema.

Você bloga sobre aquele problema. Eles veem que você tem conhecimento. Eles começa a te apoiar.

Algumas pessoas converterão através de comparações.

Se você escrever conteúdos que analisam outras marcas do seu segmento, elas virão até você. Se gostarem do que veem, irão comprar.

Entender seu público é essencial para desenvolver sua estratégia de conteúdo.

Inicie com as personas do seu público antes de começar a criar o conteúdo. Dessa forma, não terá nenhum trabalho de adivinhação sobre que tipos de conteúdo irão realmente funcionar com seu público.

3. Defina os objetivos da sua estratégia de conteúdo

Eu sei que você está doido para começar a pensar nas ideias para o conteúdo.

Mas há mais um passo a ser discutido.

Antes de você mergulhar no processo de criação, precisa definir seus objetivos de conteúdo.

O que é que você deseja que seu conteúdo faça? O que você quer que sua escrita alcance?

O seu objetivo é aumentar a visibilidade da sua marca? Aumentar as vendas entre os que te apoiam? Melhorar o engajamento dos clientes fiéis?

“ROI” é um termo vago. Você precisa ser específico.

Comece criando uma persona do seu apoiador ideal:

  • Quem são eles?
  • Por que estão acessando seu blog?
  • Em que tipo de área eles trabalham?
  • Que questões eles relacionam ao seu negócio?
  • Que desafios eles encaram no cotidiano?
  • Que tipo de conteúdo eles preferem?
  • Onde eles estão acessando seus conteúdos agora?
  • Quais influenciadores eles confiam?
  • Em qual etapa do processo de compra eles estão?

Uma vez que tiver criado uma persona, pode começar a focar seus objetivos para encaixar nessas personas. Use-as em sua vantagem.

Se o seu objetivo é obter conversões, você pode querer segmentar seu público que está na etapa final do ciclo de compra, por exemplo.

buying cycle graphic

Talvez eles tenham dúvidas sobre seus produtos ou serviços porque têm uma necessidade imediata.

Eles podem estar pesquisando avaliações, comparações ou conhecimento sobre um assunto específico.

Você pode criar conteúdos que atendam a essas variáveis.

Descubra quais necessidades imediatas seu público tem e escreva sobre elas.

Se seu objetivo é simplesmente aumentar a visibilidade da marca, por outro lado, você pode simplesmente escrever conteúdos que falem dos pontos fracos do seu segmento.

Dessa foram, se tornará uma voz confiável e uma fonte com informações confiáveis para os leitores.

Defina seus objetivos e crie uma persona do público que combine.

Então, você pode começar a pensar no conteúdo.

4. Gere ideias de conteúdos relevantes para a marca

Agora vem a parte divertida.

Só porque você está interessado em certos tipos de conteúdo não significa que seu público também estará.

É por isso que é bom já termos definido nosso público neste ponto (é como eu já estivesse fazendo isso por um bom tempo).

Há diferentes tipos de conteúdo que você pode postar no seu blog.

types of content 1 1

Então, novamente, você quer ver o que será mais relevante para seu público.

Aqui estão alguns conceitos importantes para ter em mente.

1. Forneça soluções aplicáveis para seu público

O que constitui aplicável?

actionable cotent pyramid

Geralmente, conteúdos aplicáveis deixam que a audiência saia com uma lição importante ou algum hábito ou prática para que possa testar.

Poderia ser dicas, um guia de como fazer ou até algo como este post, com passos para serem seguidos.

Conteúdos práticos solucionam os problemas mais urgentes do seu público. Eles irão gostar do seu conselho e lembrar de você por causa de como seu conteúdo os ajudou a tornar a vida melhor.

E eles continuarão a voltar em seu blog para ver conteúdos toda vez que tiverem um problema.

2. Esteja informado sobre sua área

Aqui está um detalhe. Você não tem de saber tudo para ser um blogueiro. Eu certamente não sei.

Mas eu sei o suficiente sobre minha área e meu público para falar com eles com conhecimento.

Se você não tiver o conhecimento para comunicar algo claramente, encontre um especialista que saiba e o convide-o em seu blog.

Essa é a melhor opção quando você quer postar sobre um assunto que você pode não conhecer o suficiente.

Você poderia também fazer guest post em outros sites para um pequeno reconhecimento da marca. Você pode estar bem informado sobre um assunto que outra marca não esteja.

Isso significa que você pode apelar para uma base de clientes totalmente nova se apresentando (e seu conhecimento) para leitores de outra marca.

3. Seja claro na mensagem de sua marca

Por que você está blogando?

Messaging Hierarchy

Não estou tentando desencorajá-lo aqui. Estou tentando fazer você pensar sobre seu propósito mais profundo.

Blogar para construir sua marca é uma coisa. Mas ter uma motivação maior pode ajudar a manter seus leitores por perto.

Não tem a ver só com medir o ROI ou alcançar os objetivos da conversão. O que você está tentando dizer?

Você realmente tem que definir sua mensagem aqui. Qual o grande objetivo do seu blog?

Você ama quando as pessoas crescem seus negócios por causa do seu conselho? Você gosta de ensinar ou treinar outras pessoas para fazer o que você faz? Ou você simplesmente ama escrever?

Seja qual for sua mensagem (leia: missão), deixe isso claro em todo seu conteúdo.

As pessoas irão responder quando você estiver fazendo isso corretamente.

4. Escolha o “tom de voz” da sua marca

Eu tenho um estilo bem específico de escrita. A maioria das pessoas que vêm, têm a “experiência Neil Patel”.

Você também precisa de uma experiência de marca e um tom. Você precisa de uma voz.

how to develop a brand voice 1

E toda a sua escrita deve ser consistente com esse tom em todos os canais.

Quer dizer, nos seus posts, nas suas redes sociais e em seus anúncios PPC.

Você quer que os leitores reconheçam você e sua marca pela sua voz única. Você não quer que eles leiam algo e pensem que não se encaixa com o estilo geral da sua empresa.

Construir uma marca tem a ver com as pessoas conhecerem você e seu jeito de fazer as coisas. Então, não fique acanhado ao desenvolver um estilo.

Apenas seja você. Sua autenticidade valerá a pena. As pessoas que comprarem sua ideia vão preferir você a todos os outros blogs sem cara e sem nome.

5. Escolha suas métricas de medição

Aqui estamos. Chegamos ao último passo: medir o ROI.

Você passou por todo o problema de estabelecer objetivos. Então, agora você precisa saber se você alcançou eles, ou se já está fracassando.

Dessa forma, você pode avaliar se deve manter o que está fazendo ou dar um passo para trás e voltar a planejar para tentar melhorar.

Aqui estão algumas formas de você rastrear o sucesso.

1. Engajamento

Métricas de engajamento podem incluir coisas como o número total de comentários no seu blog, o número de compartilhamentos, taxas de rejeição, além de menções em outros blogs.

sessiondurationdscreenshot

Ninguém realmente pode definir o que o engajamento será para você, entretanto.

Existem muitas métricas específicas que você pode medir, então escolha um ou dois que se alinham com seus objetivos.

Google Analytics deve ser o suficiente para ajudá-lo a rastrear essas métricas.

2. Distribução

Quantas pessoas estão visualizando seu conteúdo nos canais que você deseja? Quem está visualizando? Você vê CTR alto o bastante para seu site?

Por exemplo, se seu objetivo é visibilidade da marca, você deve rastrear o CTR.

Screen Shot 2017 09 09 at 6.23.53 PM

Qual é o número total de pessoas que estão clicando no seu CTA? Quem elas são? Que informação adicionais seu público-alvo está buscando?

Você também deve rastrear quais landing pages obtêm a maioria dos cliques e quais não tem bom

3. Conversões e vendas

Se o seu objetivo é converter, você deve rastrear as vendas.

Blogando, você nem sempre verá uma transição direta do “leitor-para-cliente”.

Eles podem começar como seguidores. Você pode apenas ter os emails deles. Porém, com outras estratégias de marketing, você pode eventualmente atraí-los para se tornarem clientes pagantes.

Se a quantidade de marketing que você está fazendo está aumentando (incluindo o marketing de conteúdo), suas vendas devem aumentar.

Olhe as taxas de conversão. Novamente, Google Analytics é o seu melhor amigo para isso.

Você deve conseguir configurar os objetivos diretamente no Google Analytics, então o rastreamento dessas métricas deve ser bastante honesto.

Se você tem outro CRM ou software de vendas, pode rastreá-la lá também.

Em resumo, se seu negócio está crescendo, você provavelmente está fazendo a coisa certa.

Se ainda está estagnado e você vem blogando já há um tempo, certifique-se de que não esteja cometendo nenhum desses erros comuns na hora de blogar.

Se você achar que está, corrija-os.

Do contrário, apenas continue fazendo seu trabalho e o ROI virá.

Conclusão

Blogar para construir sua marca é uma ótima ideia. Eu recomendo isso.

Mas existem algumas coisas que você precisa ciente antes de começar o processo de escrita.

Primeiro de tudo, você tem um orçamento. Eu não me refiro somente ao dinheiro. Embora, você provavelmente irá precisar dele também.

Eu também me refiro ao tempo. Isso vai consumir bastante tempo, mas o pagamento valerá a pena.

Você precisa definir seus objetivos. Você precisa definir seu público. E você precisa definir os objetivos do seu público.

Venha com conteúdo relevante que solucione problemas para os leitores ou dê a eles dicas da área.

Você precisa de um bom entendimento sobre o porque você está fazendo o que está fazendo. E então você precisa de conteúdos que comuniquem claramente com uma ótima mensagem da marca.

Certifique-se de escolher um tom de voz e permaneça com ela no processo também. Seja autêntico em todos os canais para que os leitores confiem no que você tem a dizer.

E, finalmente, você precisa de uma forma de medir todo aquele sucesso que você verá para que possa identificar todos erros e fazer melhorias.

Faça tudo isso, e você poderá blogar de forma profissional – sem problemas.

Quais técnicas de blog você usou para construir sua marca?

 

FALE CONOSCO, conheça as Estratégias Digitais Orgânicas e as Patrocinadas.

Fonte: Neil Patel

O Wall Street Journal o chama de influenciador top na web. A Forbes diz que ele está entre os 10 melhores profissionais de marketing no mundo. A Entrepreneur Magazine diz que ele criou uma das 100 empresas mais brilhantes. Ele foi reconhecido como um dos 100 melhores empresários com menos de 30 anos pelo Presidente Obama e um dos 100 melhores abaixo dos 35 anos pelas Nações Unidas.

https://neilpatel.com/br/blog/


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
%d blogueiros gostam disto: